VENCEDOR

JOÃO REBELO COSTA

Jovem Arquitecto, natural da Vila de Rabo de Peixe, estudou na Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa (FAUTL) e na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUCRio). No ano de 2015, regressa aos Açores, para estagiar no MArquitectos e, paralelamente, desenvolver um projecto pessoal de BioArquitectura sustentável, com os materiais endógenos dos Açores, tendo em vista explorar o solo vulcânico, como matéria prima, para culturas construtivas alternativas e de baixo valor de emissões de carbono para a atmosfera.

O MURO HABITADO

As cidades podem ser tidas como um palimpsesto onde podemos encontrar vestígios que ao longo dos tempos foram sendo gravados. Na colina de Sant’Ana, é nítida esta espessura do tempo que foi sendo sedimentada, na qual as suas Cercas palacianas se constituíram como autênticos enclaves urbanos que ainda hoje imprimem um forte cunho no tecido citadino da Colina. (…) Pretende-se assim revalorizar o muro como perímetro que circunscreve e encerra em si um lugar complexo de pretensão autossustentável.

___________________________________________________

SELECIONADO

LOUIS-PIERRE BÉLEC

Louis-Pierre Bélec nasceu no Canadá em Fevereiro de 1992.
Açoriano de 2ª geração, terminou o Bacharelato em Arquitectura na University of Waterloo em 2015, no qual fez um intercâmbio na EPFL e estágios em Nice, Calgary, Toronto e Lausanne. Estudou um semestre em Roma em 2014 e agora, está na Ilha Terceira durante um ano, a estudar arquitectura dos Açores, antes do regresso ao Canadá para escrever a sua tese de mestrado.

ANGRA 360º

O projeto propõe a reativação e uma exploração do potencial dos silos da “SiloTer” e dos antigos celeiros como “objet trouvé” e memórias coletivas arquitetónicas, em duas partes:
– A reabilitação dos silos como um objeto/ícone da cidade de Angra do Heroísmo e a utilização dos espaços localizados sobre eles, que oferecem uma vista panorâmica daquela zona da cidade;
– A reabilitação e reconversão dos celeiros e do terreno da sua implantação de modo a oferecerem um programa misto (hostel, museu, espaços comunitários, restaurante, etc.).

___________________________________________________

SELECIONADO

CARLOS SANTOS

Nasceu em Coimbra em Fevereiro de 1989.
É Licenciado pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa. Em 2012 completou o 1º ano do mestrado integrado na UFSC em Florianópolis e em 2013 o programa TEMPO da UE na Bielorrússia. Concluiu em 2014 o Mestrado Integrado em Arquitetura de Interiores e Reabilitação com o projeto de tese “Arquiteturas Revisitadas. Secadores Recreativos – Reconversão dos Secadores de Tabaco de Ponta Delgada”, trabalho que lhe valeu o Prémio de mérito Frederico George.

ARQUITETURAS REVISITADAS

“Arquiteturas Revisitadas” é um trabalho de investigação e reflexão que culmina numa proposta de reconversão do complexo dos Antigos Secadores de Tabaco da cidade de Ponta Delgada, no arquipélago dos Açores, conjugando a existência da Gruta do Carvão com um vasto programa multidisciplinar que devolva este conjunto à cidade de Ponta Delgada, transformando os Secadores de Tabaco num conjunto de espaços recreativos e procurando a sua integração na contemporaneidade sem comprometer os seus valores inerentes.